Simulado 1 – Conhecimentos Pedagógicos

1287
Criado em Por Editor

Simulado 01 - Conhecimentos Pedagógicos

Questões aplicadas no concurso para os cargos de:

Analista Municipal I – Professor de Educação Infantil
Analista Municipal III – Professor dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental e do EJA
Professor – PEB 1
Professor (Educação Infantil e 1.º ao 5.º ano do Ensino Fundamental)
Professor Educação Básica – Educação Infantil e
Anos Iniciais do Ensino Fundamental
Professor Educação Básica PEB I
Professor I (1ª a 4ª – Séries Iniciais)
Professor PI

Unimontes - COTEC

1 / 15

1. As ideias abaixo apresentam concepções de Paulo Freire, expressas em seu livro Pedagogia da autonomia, em relação ao processo ensino-aprendizagem, EXCETO:

2 / 15

2. Observados os termos da Lei 8.069/90, Estatuto da Criança e do Adolescente, é INCORRETO afirmar:

3 / 15

3. Nos Termos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei 9.394/96, é INCORRETO afirmar:

4 / 15

4. São ideias de Vigotsky, EXCETO:

5 / 15

5. Cipriano Carlos Luckesi, em seu livro Filosofia da Educação, ao falar dos conteúdos escolares, relacionando-os às tendências pedagógicas, assim se expressa: “Essa Pedagogia tem por objetivo contribuir, através da educação, para a formação da cidadania, ou seja, garantir a todos os educandos condições de criticidade, o que significa conhecimento e comprometimento político.”
Depreende-se dessa afirmativa que o autor está falando da Pedagogia:

6 / 15

6. César Coll, em seu livro Aprendizagem escolar e construção do conhecimento, ao falar sobre atividade autoestruturante, assim se expressa: “[...] como já havíamos assinalado, entendemos por tal aquela atividade que consiste em aceitar um objetivo, cuja origem pode se encontrar em si mesmo ou em outra pessoa, e em organizar as próprias ações com a finalidade de alcançá-lo. A atividade autoestruturante não se confunde com a atividade funcional.”
Caracterizando a atividade funcional e a atividade autoestruturante, pode-se afirmar:
I - O critério da atividade funcional é o que responde ao interesse do aluno; o critério da atividade autoestruturante é aquele em que o aluno tem autonomia para organizar e estruturar as suas atuações.
II - O critério da atividade funcional é aquele em que o aluno tem autonomia para organizar e estruturar as suas atuações; o critério da atividade autoestruturante é o que responde ao interesse do aluno.
III - Simplificando ao extremo, podemos dizer que, na atividade funcional, o importante é que o aluno decida o que faz, enquanto, na atividade autoestruturante, decide como o faz.
IV - Nas atividades caracterizadas como autoestruturantes, as crianças têm de escutar as explicações verbais mais ou menos longas de seus professores e executar as tarefas que são por eles determinadas.
Conforme o autor, estão CORRETAS as afirmativas contidas nos incisos:

7 / 15

7. Observadas as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica – Resolução CEB/CNE n.º 02/2001, é CORRETO afirmar:

8 / 15

8. Os Parâmetros Curriculares Nacionais para Matemática no Ensino Fundamental, falando da resolução de problemas, em determinado momento, assim se expressam: Ao colocar o foco na resolução de problemas, o
que se defende é uma proposta que poderia ser resumida nos seguintes princípios:
Entre os princípios expressos no citado documento, NÃO se encontra:

9 / 15

9. Os Parâmetros Curriculares Nacionais para a Língua Portuguesa 1.º e 2.º ciclos do Ensino Fundamental, discutindo sobre tratamento didático em determinado momento, assim se expressam: No 2.º ciclo, “espera-se que o aluno já tenha aprendido a escrever alfabeticamente e já realize atividades de leitura e de escrita com maior independência. [...]. Espera-se que os alunos consigam utilizar autonomamente estratégias de leitura, decifrar, antecipar, inferir, verificar e coordenar, mesmo que com ajuda, os diferentes papéis que precisam assumir ao produzir um texto: planejar, redigir rascunhos, revisar e cuidar da apresentação.”
Nesse sentido, conforme o documento citado, é INCORRETO afirmar:

10 / 15

10. Nos termos dos Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, Vol. 3, é CORRETO afirmar:

11 / 15

11. O Caderno de Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais trata, entre outros, do tema Conteúdos e assim se expressa: A definição dos conteúdos a serem tratados deve considerar o desenvolvimento de capacidades adequadas às características sociais, culturais e econômicas particulares de cada localidade. Assim, a definição de conteúdos nos Parâmetros Curriculares Nacionais é uma referência suficientemente aberta para técnicos e professores analisarem, refletirem e tomarem decisões, resultando em ampliações ou reduções de certos aspectos, em função das necessidades de aprendizagem de seus alunos.
Nessa perspectiva, é CORRETO afirmar:

12 / 15

12. O texto Saberes e Práticas de Inclusão, publicado pelo Ministério da Educação, orienta que: “Necessidades educacionais podem ser identificadas em diversas situações representativas de dificuldades de
aprendizagem, como decorrência de condições individuais, econômicas ou socioculturais dos alunos.”
O texto acima citado elenca os grupos que devem ser beneficiados com as políticas públicas de inclusão escolar, entre os quais NÃO se encontra:

13 / 15

13. Ana Teberosky, no livro Compreensão da leitura: a língua como procedimento, apresenta um texto de Isabel Solé o qual afirma que “a leitura na escola precisa ser urgentemente repensada, pelo menos, em uma tripla dimensão”: São elas:
I - Como instrumento para a aprendizagem – é necessário ensinar a ler para aprender.
II - Como objeto de conhecimento – aprender a ler significa aprender a compreender o que se lê.
III - Como poder representativo – quando se aprende a ler, pode-se desenvolver o poder de
autorrepresentação.
IV - Provocar a capacidade de desfrutar mediante a leitura.
Conforme o texto, estão CORRETAS as alternativas contidas nos incisos:

14 / 15

14. “Se o objetivo é que o aluno aprenda a produzir e a interpretar textos, não é possível tomar como unidade básica de ensino nem a letra, nem a sílaba, nem a palavra, nem a frase que, descontextualizadas, pouco têm a ver com a competência discursiva, que é questão central. Dentro desse marco, a unidade básica de ensino só pode ser o texto, mas isso não significa que não se enfoquem palavras ou frases nas situações didáticas específicas que o exijam.”
Considerada essa afirmativa, é INCORRETO afirmar:

15 / 15

15. Observadas as orientações didáticas, “sequências didáticas” podem ser conceituadas como:

Your score is

The average score is 48%

0%

Deixe um comentário